Bradesco quer levantar até R$ 12 bilhões com BC para aumentar liquidez na crise

CMN passou a permitir que bancos emitam até R$ 650 bilhões em novos títulos, com a criação da chamada Linha Temporária Especial de Liquidez

Do CNN Brasil Business*, em São Paulo
15 de abril de 2020 às 18:37

Sede do Banco Central, em Brasília

Foto: Marcello Casal Jr./Agência Brasil

O Bradesco pretende levantar até R$ 12 bilhões em recursos com o Banco Central (BC), disse o vice-presidente de tesouraria do Bradesco, Cassiano Scarpelli, nesta quarta-feira (15). Para ter acesso aos recursos, os bancos vendem ao BC títulos garantidos por carteiras de crédito.

Neste mês, o Conselho Monetário Nacional (CMN) passou a permitir que bancos emitam até R$ 650 bilhões nesses novos títulos, com a criação da chamada Linha Temporária Especial de Liquidez. O objetivo é prover liquidez para que os bancos façam novos desembolsos de crédito para empresas e indivíduos.

"De forma geral, a liquidez dos bancos esta boa, mas não sabemos onde essa crise vai parar", disse Scarpelli. "Por isso vamos testar o instrumento."

Pelas regras do programa, os bancos podem emitir títulos em um montante equivalente a até uma vez seu patrimônio líquido, mas Scarpelli disse que o Bradesco não deve atingir esse limite.

O patrimônio líquido do Bradesco era de R$ 134 bilhões no fim de 2019.

O BC cobra dos bancos taxa de juros equivalente a Selic mais 0,6% ao ano.

*Com informações da Reuters