Com antecipação dos feriados, inadimplência aumentará, diz ex-diretor do BC

Luiz Fernando Figueiredo critica medida proposta pelo prefeito de São Paulo, Bruno Covas (PSDB)

Da CNN, em São Paulo
19 de maio de 2020 às 22:43

Em entrevista à CNN, Luiz Fernando Figueiredo, ex-diretor do Banco Central, criticou a antecipação dos feriados municipais de São Paulo estabelecida pelo prefeito da cidade, Bruno Covas (PSDB). Ele disse que, por conta da medida, muitas pessoas ficarão inadimplentes.

Segundo ele, o sistema financeiro não é o mais importante, mas é o centro.

"Você tem maneiras boas e ruins de fazer as coisas e essa maneira não foi boa. Não atrapalha as pessoas do mercado, mas atrapalha, por exemplo, quem vai receber os R$ 600 [auxílio emergencial para socorrer trabalhadores informais durante o pico da pandemia]", disse. 

"Em geral, a empresa grande se adapta. O problema é o mais vulnerável, que sofre as consequências", acrescentou.

O objetivo da proposta é manter estável a taxa de isolamento no município, cuja média atual é de 56%, e evitar a disseminação do novo coronavírus.