Relator da MP do salário mínimo não vê espaço para ganho real neste ano

Coronel Armando (PSL-SC), que relatou a medida provisória (MP) 919, fixou o valor do salário mínimo em R$ 1.045,00 para 2020

Do CNN Brasil Business*, em São Paulo
26 de maio de 2020 às 18:56

Homem folheia carteira de trabalho

Foto: Marcello Casal/Agência Brasil


O relator da medida provisória (MP) 919, que fixou o valor do salário mínimo em R$ 1.045,00 para 2020, deputado Coronel Armando (PSL-SC), não acatou em seu texto propostas de aumento real para o piso salarial.

"Para esse ano não tem condições desta política ser implementada. Nesse momento temos de preservar emprego", disse Armando.

A medida deve ser votada pela Câmara no período da tarde. É o segundo item da pauta. Armando não acatou nenhuma das 44 emendas apresentadas à MP e isso deve gerar polêmica no plenário.

"Eu enviei a cada parlamentar o relatório explicando porque não estava aceitando", disse o deputado que faz parte da base do governo de Jair Bolsonaro na Câmara.

Entre as emendas não aceitas, havia uma do presidente do Solidariedade, deputado Paulo Pereira da Silva (SP), o Paulinho da Força, que pretendia garantir aumento real ao piso nacional já este ano.

Pela proposta, o valor subiria cerca de R$ 11 a mais em relação ao atual, o que representa mais de R$ 3,3 bilhões só neste ano.

*Com informações do Estadão Conteúdo 

Clique aqui e siga o perfil do CNN Brasil Business no Facebook