Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Ações disparam nos EUA com queda nos níveis de confiança do consumidor

    Três principais índices quebraram séries de 3 semanas de derrotas

    Placa em frente à Bolsa de Valores de Nova York sinaliza Wall Street
    Placa em frente à Bolsa de Valores de Nova York sinaliza Wall Street 28/10/2013REUTERS/Carlo Allegri

    Paul R. La Monicado CNN Business

    em Nova York

    Ouvir notícia

    Quando acontece uma má notícia na economia, é normalmente uma boa notícia para as bolsas dos Estados Unidos. As ações subiram e terminaram a semana com sólidos ganhos após um importante relatório econômico mostrar uma baixa recorde nos níveis de confiança do consumidor.

    Os investidores aplaudiram a queda na leitura do sentimento do consumidor da Universidade de Michigan em junho. Já que crescentes temores de recessão podem significar que o Federal Reserve, que começou a aumentar agressivamente as taxas de juros para combater a inflação, pode reverter o curso até o final de 2023 e reduzir as taxas novamente para lidar com uma economia em desaceleração.

    O Dow Jones subiu 823 pontos, ou 2,7%, nesta sexta-feira (24) e ganhou mais de 5% na semana de negociação encurtada pelo feriado. O mercado dos EUA foi fechado na segunda-feira por conta do feriado Juneteenth. O S&P 500 e o Nasdaq subiram mais de 3%.

    O S&P 500 subiu 6% nos últimos quatro dias, enquanto o Nasdaq disparou quase 7%. Todos os três índices quebraram séries de três semanas de derrotas, mas cada um deles permanece em forte queda no mês de junho.

    “Tem sido muito volátil. Temos mercados nervosos. Acabamos de ter uma alta historicamente grande do Fed”, disse Jake Jolly, estrategista sênior de investimentos do BNY Mellon Investment Management. “O crescimento está diminuindo. Sabemos que isso está acontecendo, mas, ao mesmo tempo, temos um aperto agressivo.”

    Jolly acrescentou que sua equipe agora acha que há uma chance maior de recessão do que o chamado pouso econômico suave devido a dados econômicos mais fracos.

    Mas nem tudo foram más notícias na sexta-feira. Os investidores também podem estar aplaudindo um relatório de moradia surpreendentemente forte.

    As vendas de casas novas aumentaram quase 11% em maio, muito melhor do que o esperado e desafiando algumas das preocupações sobre o mercado imobiliário devido a preocupações de que o aumento das taxas de hipoteca e preços mais altos estão tornando a compra de uma casa um sonho para muitos norte-americanos.

    Os lucros também estavam elevando as ações, já que duas empresas de consumo relataram fortes resultados. As ações da linha de cruzeiros Carnival e CarMax, ambas subiram depois que cada uma relatou melhora nas vendas.

    Os resultados do Carnival ajudaram a desencadear um rali mais amplo nas ações de lazer, com os concorrentes Royal Caribbean e Norwegian crescendo. As ações de cassinos e companhias aéreas também subiram acentuadamente.

    A FedEx também subiu acentuadamente depois que a gigante do transporte marítimo deu uma perspectiva otimista para o resto do ano.

    E as ações dos grandes bancos foram vencedoras, graças aos resultados dos chamados testes de estresse do Fed na quinta-feira. O Fed deu um atestado de saúde às principais instituições financeiras do país, abrindo caminho para muitos grandes bancos recomprarem mais ações e aumentarem os dividendos.

    As ações da Goldman Sachs subiram quase 6%. O JPMorgan Chase ganhou 3%.

    Este conteúdo foi criado originalmente em inglês.

    versão original

    Mais Recentes da CNN