Albuquerque diz entender “perfeitamente” recusa de Landim a conselho da Petrobras

Em carta, Landim diz que abre mão da indicação para concentrar seu "tempo e dedicação para o ainda maior fortalecimento do nosso Flamengo”

Logo da Petrobras na sede da empresa no Rio de Janeiro
Logo da Petrobras na sede da empresa no Rio de Janeiro 16/10/2019 REUTERS/Sergio Moraes

Do CNN Brasil Business

Ouvir notícia

O ministro de Minas e Energia Bento Albuquerque disse que entende “perfeitamente” as razões que motivaram Rodolfo Landim a declinar da indicação para a presidência do conselho de administração da Petrobras.

“Em face das suas argumentações, entendemos, perfeitamente, as razões que o motivaram a declinar da indicação para a presidência do Conselho de administração da Petrobras”, disse o ministro em nota.

Bento Albuquerque ressalta ainda que a escolha pelo nome de Landim veio pelo “seu conhecimento e suas qualidades profissionais, aliada a sua larga experiência no setor de petróleo e gás”, e diz esperar poder continuar com a colaboração do executivo nos temas de energia.

A fala veio em nota divulgada pelo Ministério de Minas e Energia (MME) neste domingo (3), em resposta ao aviso de Landim, que é presidente do Clube de Regatas do Flamengo. Em carta, Landim diz que abre mão da indicação para concentrar seu “tempo e dedicação para o ainda maior fortalecimento do nosso Flamengo”.

O clube carioca perdeu o título estadual para o Fluminense no sábado (2).

O atual presidente do Flamengo havia sido indicado para o cargo pelo governo federal em 28 de março, junto com a indicação do economista Adriano Pires para a presidência da estatal.

Em nota, a Petrobras disse nesta segunda-feira que tomou ciência da desistência de Landim, mas “até o momento não recebeu notificação do Ministério das Minas e Energia acerca da substituição do indicado”.

*Publicado por Ligia Tuon

Mais Recentes da CNN