Azul: tráfego cresce 173% em agosto ante mesmo mês de 2020

No segmento internacional, o tráfego de passageiros cresceu 125% no comparativo com o mesmo mês do ano anterior

Foto: Vinícius Casagrande

Marcia Furlan, do Estadão Conteúdo

Ouvir notícia

A Azul divulgou na quarta-feira (8) os resultados preliminares de tráfego de agosto. O tráfego de passageiros consolidado (RPKs) cresceu 173% ante agosto de 2020. A capacidade (ASKs), por sua vez, apresentou um salto de 164,3% na mesma base de comparação. Com isso, a taxa de ocupação em relação a agosto de 2020 subiu 2,5 pontos porcentuais, passando a 77,9%. Em junho de 2019, essa taxa era de 83%.

O tráfego de passageiros doméstico cresceu 176,9% em relação a agosto de 2020, enquanto a capacidade apontou uma expansão de 166,7%, resultando em uma taxa de ocupação de 78,5%, alta de 2,9 pontos porcentuais comparado com o mesmo período de 2020. Ante 2019, o tráfego registrou alta de 6,5%, com a capacidade subindo 12%, resultando em uma queda de 4,1 pontos na taxa de ocupação (82,6%).

Já no segmento internacional, o tráfego de passageiros cresceu 125% no comparativo com o mesmo mês do ano anterior, enquanto a capacidade aumentou 134,8%. Com isso, a taxa de ocupação do segmento ficou em 69,7%, indicando retração de 3 pontos porcentuais. Na comparação com agosto de 2019, o tráfego caiu 78,6% e a capacidade foi 74,1% menor, com taxa de ocupação de 84,2%, recuo de 14,5 pontos.

Em nota, a companhia afirmou que agosto foi outro forte mês para a Azul à medida que a vacinação contra Covid-19 continua progredindo positivamente no Brasil. “As reservas estão aumentando e a tarifa média continua bem acima dos níveis de 2019”, disse John Rodgerson, CEO da Azul.

Mais Recentes da CNN