BC da Rússia eleva juros a 6,5% para conter a inflação

O banco central russo aumentou os juros em 50 pontos-base no mês passado

Foto: REUTERS/Maxim Shemetov/File Photo

da Reuters

Ouvir notícia

O banco central da Rússia aumentou sua taxa básica de juros para 6,5% nesta sexta-feira (23) para conter a contínua inflação alta e indicou que novos aumentos são possíveis mesmo após o pico de 100 pontos-base, patamar mais acentuado desde o final de 2014.

A decisão de aumentar a taxa ante 5,5% ficou em linha com a previsão de analistas consultados em pesquisa da Reuters. O banco central russo aumentou os juros em 50 pontos-base no mês passado.

A decisão desta sexta-feira, seu quarto aumento neste ano, veio após a inflação ao consumidor anual, principal área de responsabilidade do banco central, superar as expectativas e acelerar para 6,5% em junho, o maior patamar desde agosto de 2016, quando os juros estavam em 10,5%.

“Se a situação se desenvolver de acordo com a previsão base, o Banco da Rússia vai considerar a necessidade de aumentar mais a taxa básica (de juros) em suas próximas reuniões”, disse o banco central em comunicado.

O banco central disse que a inflação estava em 6,5% em 19 de julho e terminará este ano entre 5,7% a 6,2% antes de retornar a 4,0-4,5%, em 2022. A meta de inflação do banco central é de 4%.

Mais Recentes da CNN