Bitcoin avança em meio à tramitação de projeto sobre criptomoedas nos EUA

O Congresso pretende arrecadar US$ 28 bilhões em receitas de transações com criptoativos

Bitcoin
Bitcoin Foto: REUTERS/Dado Ruvic/Ilustração

do Estadão Conteúdo

Ouvir notícia

A recente alta do bitcoin, que chegou a alcançar os US$ 46 mil na segunda-feira (9) em seu maior nível desde maio, ocorre antes da votação do Senado sobre o projeto de infraestrutura, prevista para amanhã. A medida inclui uma alteração sobre os requisitos de declaração de impostos para corretores e bolsas de criptomoedas. O Congresso pretende arrecadar US$ 28 bilhões em receitas de transações com criptoativos para ajudar a pagar os US$ 550 bilhões em novos gastos com infraestrutura.

Os defensores das criptomoedas têm feito forte lobby contra a linguagem do projeto, que não exclui mineradores ou desenvolvedores de software da definição de corretores. Isso poderia levar a um êxodo da indústria para locais offshore, eles argumentam. Espera-se que a emenda seja revisada, e o mercado vê crescentes sinais de que a indústria está obtendo mais aliados no Capitólio.

O setor também pode ter mais sorte com a comissão de valores mobiliários dos EUA (SEC). A agência aprovou recentemente o Bitcoin Strategy ProFund (BTCFX), o primeiro fundo mútuo que investe em futuros de bitcoin, e o presidente Gary Gensler sinalizou abertura para ETF baseado em futuros em um discurso na semana passada. As empresas de fundos estão se movendo rapidamente. ProShares e Invesco já apresentaram planos com a SEC para lançar ETFs com base em futuros de bitcoin.

 

Mais Recentes da CNN