Bolsas da Ásia fecham em alta, com investidores em busca de barganha

Ficou em segundo plano o fato de o Produto Interno Bruto (PIB) do Japão ter sofrido expressiva contração anualizada de 5,1% entre janeiro e março

Foto: Toru Hanai/File Photo/Reuters

Sergio Caldas,

do Estadão Conteúdo

Ouvir notícia

As bolsas asiáticas fecharam em alta nesta terça-feira (18) à medida que investidores foram em busca de barganhas após recentes perdas causadas em parte pelo surgimento de novos surtos de Covid-19 na região.

O índice acionário japonês Nikkei subiu 2,09% em Tóquio hoje, a 28.406,84 pontos, impulsionado por ações dos setores siderúrgico e de seguros, enquanto o Hang Seng avançou 1,42% em Hong Kong, a 28.593,81 pontos, o sul-coreano Kospi se valorizou 1,23% em Seul, a 3.173,05 pontos, e o Taiex deu um salto de 5,16% em Taiwan, a 16.145,98 pontos, apagando parcialmente as fortes perdas que acumula desde o fim de abril em meio à disseminação do novo coronavírus na ilha.

Em dia de apetite por risco, ficou em segundo plano o fato de o Produto Interno Bruto (PIB) do Japão ter sofrido expressiva contração anualizada de 5,1% entre janeiro e março.

Na China continental, os mercados tiveram desempenho mais modesto, mas ampliaram ganhos de ontem. O Xangai Composto subiu 0,32%, a 3.529,01 pontos, e o menos abrangente Shenzhen Composto avançou 0,17%, a 2.324,27 pontos.

Embora continuem preocupados com o aumento de infecções por Covid-19 em partes do continente asiático, como Taiwan e Cingapura, e com a grave situação na Índia, onde o contágio está em desaceleração, mas permanece em níveis alarmantes, investidores se animam com a perspectiva de reabertura econômica dos EUA e da Europa, que estão mais avançados na vacinação contra a doença.

Na Oceania, a bolsa australiana também ficou no azul, com os ganhos liderados por ações de mineradoras e petrolíferas. O S&P/ASX 200 avançou 0,60% em Sydney, a 7.066,00 pontos. 

Mais Recentes da CNN