Bolsas da Ásia fecham em alta liderada por Hong Kong, após ganhos em Nova York

O índice Hang Seng liderou os ganhos na Ásia nesta sexta-feira (27), com avanço de 2,89% em Hong Kong, a 20.697,36 pontos

Reuters

Sergio Caldas, do Estadão Conteúdo

Ouvir notícia

As bolsas asiáticas fecharam em alta nesta sexta-feira (27), acompanhando os mercados de Nova York, que no dia anterior subiram na esteira de balanços positivos de varejistas dos EUA.

O índice Hang Seng liderou os ganhos na Ásia hoje, com avanço de 2,89% em Hong Kong, a 20.697,36 pontos. As ações locais do gigante do varejo eletrônico Alibaba e do Baidu — conhecido como “Google da China” — saltaram 12,21% e 14,26%, respectivamente, após as empresas divulgarem resultados trimestrais melhores do que o esperado, aliviando preocupações sobre os efeitos da política de “tolerância zero” contra a covid-19 do governo chinês.

Em outras partes da região asiática, o japonês Nikkei subiu 0,66% em Tóquio, a 26.781,68 pontos, enquanto o sul-coreano Kospi avançou 0,98% em Seul, a 2.638,05 pontos, e o Taiex se valorizou 1,86% em Taiwan, a 16.266,22 pontos.

Na China continental, as bolsas tiveram desempenho mais modesto: o Xangai Composto subiu 0,23%, a 3.130,24 pontos, e o menos abrangente Shenzhen Composto ficou estável, em 1.955,03 pontos.

Dados oficiais mostraram que o lucro industrial da China sofreu queda anual de 8,5% em abril, praticamente revertendo os ganhos do mês anterior, em meio aos efeitos de lockdowns motivados por ondas de covid-19 em grandes cidades do país.

Na Oceania, a bolsa australiana seguiu o tom positivo da Ásia e de Wall Street, e o S&P/ASX 200 registrou alta de 1,08% em Sydney, a 7.182,70 pontos.

Com informações da Dow Jones Newswires

Mais Recentes da CNN