Bolsas dos EUA fecham em alta expressiva com impulso da Apple

Índice S&P 500 fechou em alta de 2,02%, a 4.088,85 pontos. O Dow Jones subiu 1,34%, a 32.654,59 pontos, enquanto o índice de tecnologia Nasdaq Composite avançou 2,76%, a 11.984,52 pontos

Placa em frente à Bolsa de Valores de Nova York sinaliza Wall Street
Placa em frente à Bolsa de Valores de Nova York sinaliza Wall Street 28/10/2013REUTERS/Carlo Allegri

Amruta KhandekarNoel Randewichda Reuters

Ouvir notícia

Wall Street encerrou a sessão em alta expressiva nesta terça-feira (17), impulsionado por Apple, Tesla e outras ações de megacapitalização depois que fortes vendas no varejo em abril aliviaram preocupações com a desaceleração do crescimento econômico.

O índice S&P 500 fechou em alta de 2,02%, a 4.088,85 pontos. O Dow Jones subiu 1,34%, a 32.654,59 pontos. O índice de tecnologia Nasdaq Composite avançou 2,76%, a 11.984,52 pontos.

Dez dos 11 principais setores do índice S&P 500 avançaram, com financeiro, materiais, consumo discricionário e tecnologia todos subindo mais de 2%.

Investidores ficaram animados com dados que mostraram um aumento de 0,9% nas vendas no varejo dos EUA em abril, conforme consumidores compraram veículos motorizados em meio a uma melhoria na oferta e frequentaram restaurantes.

Os recentemente combalidos papéis da Microsoft Corp, Apple Inc, Tesla Inc e Amazon avançaram entre 2% e 5,1% e impulsionaram o S&P 500 e o Nasdaq. Outro conjunto de dados econômicos mostrou que a produção industrial nos EUA acelerou 1,1% no mês passado, acima das estimativas de 0,5% e do avanço de 0,9% em março.

“Isso é consistente com um crescimento econômico contínuo no segundo trimestre e não com uma recessão em andamento”, disse Bill Adams, economista-chefe do Comerica Bank em Dallas.

 

Mais Recentes da CNN