Bolsonaro diz que irá revelar países que compram madeira ilegal da Amazônia

Presidente disse durante discurso na cúpula do Brics que acredita que após a revelação o desmatamento diminuirá na região

André Rigue, da CNN, em São Paulo

Ouvir notícia

 

Em seu discurso na abertura da cúpula do Brics – grupo formado por Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul -, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) afirmou nesta terça-feira (17) que irá revelar nos próximos dias quais países estariam importando madeira ilegal da Amazônia.

“Estaremos revelando nos próximos dias os países que têm importado madeira extraída de forma ilegal da Amazônia, e alguns desses países, os mais severos críticos ao meu governo no tocante a essa região amazônica. Creio que depois dessa manifestação, que interessa a todos, essa prática diminuirá muito nessa região”, declarou Bolsonaro.

Leia também:
Uma montanha de dinheiro está pronta para a economia global no pós-pandemia
Bolsonaro diz que OMS e OMC necessitam de reformas

Por conta da pandemia do novo coronavírus, a cúpula do Brics acontece online.

 Ernesto Araújo, Jair Bolsonaro e Paulo Guedes
O ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, o presidente Jair Bolsonaro e o ministro da Economia, Paulo Guedes
Foto: Divulgação/Planalto

Bolsonaro também falou sobre a OMS (Organização Mundial de Saúde) e a OMC (Organização Mundial do Comércio) e disse que ambos precisam de reformas. “Precisamos reformar as entidades internacionais, a exemplo da OMS e da OMC. A reforma da OMC é fundamental para a retomada do crescimento econômico global. É necessário prestigiar propostas de redução dos subsídios para bens agrícolas, com a mesma ênfase que alguns países buscam promover o comércio de bens industriais.”

Mais Recentes da CNN