Caixa começa a pagar a 3ª parcela do auxílio emergencial para o Bolsa Família

O pagamento tem início para os inscritos com NIS (Número de Identificação Social) terminado em 1

Pagamento do auxílio emergencial é liberado
Pagamento do auxílio emergencial é liberado Foto: Eliane Neves/FotoArena/Estadão Conteúdo

Thâmara Kaoru,

do CNN Brasil Business, em São Paulo

Ouvir notícia

A Caixa Econômica Federal começa a pagar nesta quinta-feira (17) a terceira parcela do auxílio emergencial 2021 para os beneficiários do Bolsa Família. O pagamento tem início para os inscritos com NIS (Número de Identificação Social) terminado em 1.

O calendário de pagamento do auxílio para o Bolsa Família é diferente dos demais beneficiários. Além de o recebimento ser estabelecido pelo final do NIS, não há diferença de datas para depósitos e saques.

Todos os beneficiários receberão a terceira parcela do auxílio até o dia 30 deste mês. Veja as datas dos próximos pagamentos:

Segundo a Caixa, além de movimentar o benefício pelo aplicativo Caixa Tem, também será possível fazer o saque com o Cartão Bolsa Família ou Cartão Cidadão, nos canais físicos, como agências e lotéricas.

 

Neste ano, as parcelas são de R$ 250, com duas exceções: mulheres chefes de família receberão R$ 375 e quem mora sozinho terá R$ 150.

Pagamento da 3ª parcela começa na sexta para demais grupos

O governo federal decidiu antecipar o pagamento da 3ª parcela do auxílio emergencial 2021 para os grupos que não fazem parte do Bolsa Família. Com a nova programação, os depósitos começam na sexta-feira (18), de acordo com o mês de nascimento do beneficiário. 

Saque da 2ª parcela para nascidos em dezembro é liberado 

A Caixa Econômica Federal também libera nesta quinta-feira o saque da segunda parcela do auxílio emergencial para os beneficiários que fazem aniversário em dezembro.

Assim como no ano passado, primeiro o dinheiro foi depositado em conta poupança digital. Os valores puderam ser movimentados pelo aplicativo Caixa Tem, que permite fazer compras em supermercados, padarias, farmácias e outros estabelecimentos usando o cartão de débito virtual ou QR Code. Quem não movimentou o dinheiro pelo aplicativo poderá retirar ou transferir os valores agora.

Mais Recentes da CNN