Chuvas acima da média aumentam capacidade dos reservatórios, diz ONS

Apenas o Sul do país registra escassez hídrica. O subsistema Sudeste/Centro-Oeste deve chegar em 58,1% até o fim de fevereiro

Por conta das chuvas em todas as regiões, os reservatórios do país também apresentam tendência de alta
Por conta das chuvas em todas as regiões, os reservatórios do país também apresentam tendência de alta Foto: Divulgação/Sabesp

Lucas Janoneda CNN

No Rio de Janeiro

Ouvir notícia

O boletim divulgado, nesta sexta-feira (18), pelo Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) prevê um volume de chuvas acima da média para quase todas as regiões do Brasil durante as últimas semanas de fevereiro. Segundo o informe, apenas o sul do país registra escassez hídrica neste mês.

A análise do ONS estima volume de chuvas 47% maior do que a média histórica para o mês de fevereiro, no Norte do Brasil. Já no Nordeste, as afluências registradas neste período serão 24% mais recorrentes que o normal para o período. No subsistema Sudeste/Centro-Oeste, o volume hídrico será 5% acima da média nas próximas duas semanas, aponta o boletim.

Influenciado pelo alto volume de chuvas em praticamente todas as regiões do Brasil, os reservatórios do país também apresentam tendência de alta. Os dados do operador nacional apontam que as hidrelétricas do Nordeste terminarão fevereiro com 98,2% da sua capacidade, seguido da região norte com 80%.

Atualmente o volume dos dois subsistemas estão, respectivamente, em 95,2% e 79,2%. No Sudeste/Centro-Oeste, responsável pela geração de 70% da energia no país, as usinas estão em 54,4% de volume e devem chegar ao fim do mês com 58,1%.

No subsistema Sul, os reservatórios estão em 31,6%. O volume hídrico da região cai há pelo menos cinco meses, em função da seca. O Sul do Brasil registrará uma quantidade de chuva 60% menor que a média histórica para fevereiro. A previsão é de que o nível dos reservatórios da região diminua para 30,7%.

Mais Recentes da CNN