Com crise hídrica, conta de luz acumula alta de 20,1% nos últimos doze meses

Nos últimos 12 meses, o valor da conta subiu 20,1%

Da CNN

em São Paulo

Ouvir notícia

A crise hídrica tem pesado no bolso dos consumidores. Maior responsável pelos aumentos recentes da inflação, a energia fez a conta de luz subir 20,1% nos últimos 12 meses, diz a analista de economia da CNN Priscila Yazbek.

Isso porque a crise pela qual o Brasil está passando é mais severa que as outras duas que ocorreram em 2011 e 2014, já que a situação dos reservatórios hídricos é pior.

 

Com a perda da capacidade das hidrelétricas, o sistema depende das usinas termelétricas, que têm um custo bem mais caro de geração.

Vale ressaltar que, apesar de a crise atual ser pior que outras, temos hoje uma matriz energética mais diversificada.

Em 2001, por exemplo, na crise do apagão, nosso sistema de energia dependia 89,6% da energia vinda das hidráulicas, 6% de térmicas e 4,4% de termonuclear.

Hoje, nossa matriz energética está mais diversificada: as energias eólica e solar juntas representam 10% da matriz, a térmica, 17,4%, termonuclear, 2,7% e 69,9% da hidráulica.

 

Mais Recentes da CNN