Com valorização de commodities, exportações agrícolas no Brasil somam US$ 11 bi

Dados foram divulgados pelo Ministério da Agricultura nesta quarta-feira

As exportações brasileiras para a China, Hong Kong e Macau cresceram 20% em fevereiro comparado ao ano passado
As exportações brasileiras para a China, Hong Kong e Macau cresceram 20% em fevereiro comparado ao ano passado Foto: Arquivo/Agência Brasil

Gabriel Araújo, da Reuters

Ouvir notícia

As exportações do agronegócio do Brasil atingiram US$ 11,29 bilhões em julho, alta de 15,8% em relação ao mesmo mês do ano passado, impulsionadas pela valorização dos preços de commodities, informou o Ministério da Agricultura nesta quarta-feira (11).

De acordo com a pasta, o índice de preços dos produtos agropecuários exportados pelo país saltou 28,5% na comparação entre julho de 2020 e julho deste ano, compensando uma queda de 9,9% no índice de quantum das exportações.

 “Mesmo com queda do volume exportado, o forte incremento dos preços internacionais dos produtos exportados fez com que o valor atingisse um montante histórico”, disse o ministério em nota, citando análise de sua Secretaria de Comércio e Relações Internacionais.

Como exemplo do movimento, a pasta citou os embarques de soja, principal produto de exportação do Brasil, que recuaram de cerca de 10 milhões de toneladas em julho de 2020 para 8,7 milhões de toneladas no mês passado, mas apuraram elevação de 32,5% no preço médio na mesma base de comparação, o que levou o saldo exportado a cerca de US$ 4 bilhões.

O ministério também destacou que as exportações de carnes bovina, suína e de frango superaram pela primeira vez na história a marca de US$ 2 bilhões em um só mês, somando em julho 2,03 bilhões de dólares, puxadas pela aumento nos preços médios de exportação (+24%) e também pelo volume exportado (+8,8%).

O agronegócio contribuiu, ainda de acordo com a pasta, com participação de 44,2% nas exportações totais brasileiras no mês passado.

Mais Recentes da CNN