Devido à greve dos servidores, BC adia retorno para consulta de dinheiro esquecido

Banco Central afirma que greve prejudicou o cronograma de desenvolvimento das melhorias da plataforma; previsto inicialmente para 2 de maio, retorno ainda não tem nova data

Sede do Banco Central em Brasília
Sede do Banco Central em Brasília 25/08/2021REUTERS/Amanda Perobelli

Fabrício Juliãodo CNN Brasil Business

em São Paulo

Ouvir notícia

O Banco Central (BC) informou nesta quarta-feira (27) que o prazo de retorno dos usuários ao Sistema de Valores a Receber (SVR), para consultar se tem “dinheiro esquecido” em contas antigas de bancos e entidades financeiras, terá que ser adiado.

Segundo o BC, a greve dos servidores prejudicou o cronograma de desenvolvimento das melhorias da plataforma e, por isso, eles não conseguirão cumprir o calendário.

O retorno da consulta, inicialmente previsto para acontecer em 2 de maio, não teve nova data confirmada. A entidade monetária afirmou que ela será “comunicada com a devida antecedência”.

O Sistema Valores a Receber foi lançado em janeiro deste ano, mas começou a operar em fevereiro após algumas instabilidades.

Ele foi criado como uma ferramenta em que cidadãos e empresas podem utilizar para consultar se têm algum dinheiro “esquecido” a receber em bancos e demais entidades do sistema financeiro.

A primeira fase do sistema foi encerrada em abril. O BC comunicou naquele período que o site passaria por uma reformulação e voltaria a funcionar em 2 de maio para que nova função fosse disponibilizada para os consumidores.

A greve dos servidores está suspensa até o segundo dia de maio, mas os servidores devem se reunir na sexta-feira (29) para definir o rumo da paralisação.

 

Mais Recentes da CNN