Embraer culpa acordo fracassado com Boeing por queda nas entregas de jatos

Brasileira entregou apenas cinco jatos comerciais no primeiro trimestre, menos da metade do que entregou há um ano

Foto: Roosevelt Cassio/Reuters

Reuters

Ouvir notícia

A Embraer disse nesta terça-feira (12) que entregou apenas cinco jatos comerciais no primeiro trimestre, menos da metade do que entregou há um ano, atrelando a queda aos preparativos para um acordo com a Boeing, que acabou fracassando.

A empresa também disse que sua carteira de pedidos firmes a entregar, um indicador de receita futura, totalizava US$ 15,9 bilhões em 31 de março de 2020, ante US$ 16,8 bilhões há três meses.

Conforme acordo fechado em 2018, as duas empresas criariam uma joint venture (Boeing Brasil Commercial) contemplando ativos do segmento de Aviação Comercial da Embraer e serviços relacionados (segmento de Serviços & Suporte) com 80% de participação da Boeing e 20% da Embraer. Mas a Boeing desistiu do negócio alegando que a brasileira não havia cumprido requisitos.

As empresas planejavam criar também uma segunda joint venture para desenvolver novos mercados para as aeronaves C-390 Millennium de transporte aéreo e mobilidade aérea, Agora, manterão apenas um contrato, assinado em 2012 e ampliado em 2016, para comercializar e dar suporte em conjunto para essas aeronaves militares.

Mais Recentes da CNN