Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Empresários reunidos com Bolsonaro no STF acreditam que economia está colapsando

    Os presidentes Synésio Batista da Costa, da Abrinq, e José Ricardo Roriz, da Abiplast, conversaram com a CNN sobre impacto do novo coronavírus na economia

    Da CNN, em São Paulo

    Ouvir notícia

    Synésio Batista da Costa, presidente da Associação Brasileira dos Fabricantes de Brinquedos (Abrinq), foi um dos empresários que participou da reunião realizada nesta quinta-feira (7) com o presidente Jair Bolsonaro (sem partido), o ministro da Economia, Paulo Guedes, e o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Dias Toffoli.

    Em entrevista à CNN, o empresário disse que o governo federal está correto em dizer que a economia está colapsando “porque o projeto que o governo fez termina entre 30, 60 e 90 dias e, quando os trabalhadores voltarem para as nossas folhas [de pagamento] normais, não vão encontrar uma indústria operando com sinais vitais a 100%”.  

    “Vai estar a 40% ou até menos. A nossa preocupação foi mostrar que há um descompasso entre o mundo que estará operacional e o Brasil, não”, continuou.

    Ele afirmou ainda que não houve “nenhuma pressão política”. 

    O presidente da Associação Brasileira da Indústria do Plástico (Abiplast), José Ricardo Roriz Coelho, também esteve no encontro.

    À CNN, Coelho disse que a reunião foi marcada com a finalidade de os empresários terem uma posição do governo sobre como seria a coordenação da volta ao trabalho.

    “Falamos também sobre problemas de crédito, que não está chegando principalmente nas pequenas e médias empresas. O ideal é que houvesse uma articulação entre o Executivo, Judiciário e Legislativo para ter uma voz única”. 

    Mais Recentes da CNN