EUA retiram restrições à Xiaomi e ação da empresa salta em Hong Kong

A Xiaomi entrou com ação judicial em janeiro, negando o argumento dos EUA de que a empresa teria laços com militares na China

Foto: Reuters/Valentyn Ogirenko

do Estadão Conteúdo

Ouvir notícia

O Departamento de Defesa dos EUA decidiu retirar a Xiaomi de uma lista que impedia investimentos do país na gigante de tecnologia chinesa, após uma corte federal conceder meses atrás liminar que suspendeu a proibição temporariamente, em resposta a um processo judicial iniciado pela empresa.

Advogados de ambos os lados avaliaram que a remoção da Xiaomi da lista é apropriada, após a vitória judicial da empresa, em março.

A Xiaomi entrou com ação judicial em janeiro, negando o argumento dos EUA de que a empresa teria laços com militares na China. Na Bolsa de Hong Kong, a ação da Xiaomi fechou em alta de 6,1% nesta quarta-feira (12). 

 

Mais Recentes da CNN