Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Hapvida propõe fusão com a Intermédica, o que criaria uma empresa de R$ 100 bi

    Irlau Machado, atual CEO da NotreDame Intermédica continuaria no posto como CEO, mas acionistas da Hapvida teriam cinco assentos no conselho de administração

    Hospital Eugênia Pinheiro, da Hapvida
    Hospital Eugênia Pinheiro, da Hapvida Foto: Falcão Jr/Hapvida

    André Jankavski e Manuela Tecchio,

    do CNN Brasil Business, em São Paulo

    Ouvir notícia

     A Hapvida (HAPV3), por meio de fato relevante, anunciou que apresentou ao conselho de administração do Grupo Notredame Intermédica (GNDI3) uma proposta para potencial combinação dos negócios. Se consumada, segundo a empresa, os acionistas da Hapvida ficariam com 53,1% de participação na nova empresa, enquanto os da Intermédica ficaria com 46,9%.

    Além disso, a Hapvida também propôs aumentar o número de conselheiros dessa nova empresa. Seriam nove, sendo dois indicados pela NotreDame, dois independentes e cinco indicados pela Hapvida.

    Leia também:
    Quem comprou ação no pior dia da crise ganhou até 466% em 2020; veja a lista
    Ainda vale entrar na bolsa? Veja 8 ações recomendadas para 2021

    Irlau Machado, atual CEO da NotreDame Intermédica continuaria no posto como CEO.  

    As ações das empresas dispararam no pregão desta sexta-feira com rumores sobre a fusão. Por volta das 16h30, a Hapvida subia 19,58% e a Intermédica, por sua vez, 22,57%.

    Caso sejam combinadas, darão origem a uma empresa com valor de mercado superior a R$ 100 bilhões e mais de 13 milhões de beneficiários e 55 hospitais. 

    A empresa lembra que “a potencial transação estará sujeita à aprovação pelos órgãos de administração e pelas bases acionárias das duas companhias, bem como às aprovações regulatórias aplicáveis”.

    Mais Recentes da CNN