Investimentos em criptomoedas entre brasileiros crescem quase 1.000% em 2021

Em 2020, a modalidade alcançou 30 mil investidores em fundos e em ETFs (fundo de índice); já neste ano, este número saltou para 325 mil investidores

Priscila YazbekDaniel Corráda CNN

Em São Paulo

Ouvir notícia

O número de investidores em criptomoedas explodiu no Brasil: o crescimento foi de 938% em 2021. A pesquisa foi feita pela Hashdex, maior gestora de criptomoedas do país, com base em dados da B3 e da CVM (Comissão de Valores Mobiliários).

Em 2020, a modalidade alcançou 30 mil investidores em fundos e em ETFs (fundo de índice). Já neste ano, este número saltou para 325 mil investidores.

Saiba alguns dos fatores que levaram a esse aumento:

  • Expansão do número de fundos. Em 2017, havia apenas um fundo de criptomoedas. Este ano, já são mais de 15;
  • Desenvolvimento da tecnologia por trás dos bitcoins e outras criptomoedas;
  • Valorização desse mercado;
  • Popularização desses investimentos por meio de falas de personalidades e de investidores institucionais.

 

 

Mais Recentes da CNN