Banco do Japão registra lucro recorde com ações no ano fiscal encerrado em março

O índice de preços de ações de Tóquio, ou Topix, que cobre a primeira seção da bolsa japonesa, saltou cerca de 40% no último ano fiscal

Foto: Yuriko Nakao/Reuters

do Estadão Conteúdo

Ouvir notícia

O Banco do Japão (BoJ, pela sigla em inglês) registrou lucro recorde sobre as ações que possui no ano fiscal encerrado em março, após a Bolsa de Tóquio se recuperar em meio a expectativas de recuperação da economia global.

O BC japonês relatou ganhos não realizados de 15,444 trilhões de ienes (US$ 141,5 bilhões) sobre fundos indexados a ações – conhecidos como ETFs – nos 12 meses até março, bem maior do que o lucro de 308,1 bilhões de ienes do ano fiscal anterior.

O índice de preços de ações de Tóquio, ou Topix, que cobre a primeira seção da bolsa japonesa, saltou cerca de 40% no último ano fiscal. Em março de 2020, na esteira da pandemia do novo coronavírus, o BoJ dobrou o teto de suas compras anuais de ETFs para 12 trilhões de ienes.

Em março, o BoJ abriu mão de sua meta anual e disse que só interviria em momentos de instabilidade, em resposta a temores de que as compras de ETFs poderiam estar causando distorções no mercado. Desde abril, o BC japonês comprou ETFs numa única ocasião. 

Tópicos

Mais Recentes da CNN