Micro e pequenas empresas esbarram em burocracia e exigências para obter crédito

Governo federal ter anunciado linha de crédito de R$ 40 bilhões voltado a empresas, apenas 4% deste valor já foi utilizado

Da CNN, em São Paulo

Ouvir notícia

Apesar do governo federal ter anunciado linha de crédito de R$ 40 bilhões voltado a empresas com faturamento de R$ 360 mil até R$ 10 milhões por ano há dois meses, apenas 4% deste valor já foi utilizado, segundo o Sebrae. Os números mostram o retrato difícil que micro e pequenas empresas encontram para conseguir linhas de crédito para realizar folha de pagamento e evitar que negócios fechem.

Uma pesquisa feita pelo Sebrae em parceria com a Fundação Getúlio Vargas mostra que o número de empresários que buscaram crédito subiu 8% entre 7 de abril e 5 de maio, mas 86% dos pedidos foram negados ou estão em análise.

“Os bancos tem aversão a risco. É um sofrimento para o micro e pequeno empresário, eu diria que é quase humilhante, para obter este crédito. O governo deve ter a preocupação de manter esse tecido das micro e pequenas empresas irrigado, já que ele será muito importante para o pós pandemia,” diz o presidente do Sebrae Carlos Melles.

Entre os entraves apontados estão a burocracia e as exigências da linha de crédito, como o compromisso de não demitir funcionários, o que para empresas sem faturamento está sendo difícil cumprir.

Em nota, a Federação Brasileira de Bancos diz que desde o início da pandemia as concessões de crédito para pequenas empresas já somam mais de R$ 61 bi, incluindo contratações, renovações e suspensões de parcelas.

 

 

Mais Recentes da CNN