Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Musk revela como quer financiar compra do Twitter — e tirar US$ 21 bi do próprio bolso

    Movimento ocorre depois que o Twitter não respondeu à última oferta do empresário e adotou uma “pílula de veneno” para frustrar esforço do bilionário para comprar plataforma

    Elon Musk é o segundo maior acionista do Twitter
    Elon Musk é o segundo maior acionista do Twitter 13/06/2019REUTERS/Mike Blake

    Reuters

    Ouvir notícia

    Elon Musk conseguiu reunir US$ 46,5 bilhões para comprar o Twitter e está considerando uma oferta de compra de suas ações, mostrou um documento enviado a reguladores dos EUA nesta quinta-feira (21).

    O próprio Musk se comprometeu a investir US$ 33,5 bilhões, que incluirão US$ 21 bilhões em ações e US$ 12,5 bilhões em empréstimos, para financiar a transação.

    Bancos, incluindo o Morgan Stanley, concordaram em fornecer outros US$ 13 bilhões em dívidas garantidas contra o próprio Twitter, de acordo com o documento.

    O Twitter não estava imediatamente disponível para comentários.

    A última jogada de Musk ocorre depois que o Twitter não respondeu à sua oferta e adotou uma “pílula de veneno” para frustrar o esforço do bilionário de comprar a plataforma de mídia social por US$ 43 bilhões.

    Musk, autodenominado “absolutista da liberdade de expressão”, disse que a empresa de mídia social precisa ser privada para crescer e se tornar uma plataforma para a liberdade de expressão.

    A oferta de Musk, que é o segundo maior acionista do Twitter, atraiu o interesse de private equity em participar de um acordo, informou a Reuters, citando pessoas familiarizadas com o assunto.

    A Apollo Global Management Inc (APO.N) está considerando maneiras de fornecer financiamento para qualquer acordo e está aberta a trabalhar com Musk ou qualquer outro licitante, enquanto Thoma Bravo informou ao Twitter que está explorando a possibilidade de fazer uma oferta.

    Musk, um usuário ativo do Twitter com mais de 80 milhões de seguidores, fez vários anúncios na plataforma, incluindo alguns que o colocaram em apuros com os reguladores dos EUA.

    Em 2018, Musk twittou que tinha “financiamento garantido” para tornar a Tesla privada por US$ 420 por ação – uma medida que levou a milhões de dólares em multas e ele foi forçado a deixar o cargo de presidente da empresa de carros elétricos para resolver reclamações do regulador de valores mobiliários dos EUA de que ele fraudou investidores.

    Mais Recentes da CNN