Para o setor de shoppings, responsabilidade de reabertura é do poder público

Sessenta estabelecimentos, em nove estados, voltaram a funcionar no país durante a quarentena

Da CNN, em São Paulo

Ouvir notícia

 

Em meio à pandemia do novo coronavírus, 60 shopping centers já voltaram a funcionar em nove estados brasileiros. Em entrevista para a CNN, o presidente da Associação Brasileira de Shopping Centers, Glauco Humai, afirmou que o setor não tem “condições de dizer quando será o momento certo para abrir o comércio”, e que “essa responsabilidade é do poder público”.

“Estamos dando subsídios para que, caso os índices de saúde e dados científicos apontem para uma reabertura, nós estaremos preparados para garantir uma operação limpa, higiênica e segura para funcionários e consumidores”, explicou. 

Humai classifica a economia como um peso muito importante a decisão da reabertura dos shoppings.

“Fechados há mais de 40 dias, o setor já deixou de faturar quase R$ 25 bilhões. Os pequenos e médios lojistas não estão conseguindo acesso a créditos. Então o setor destinou cerca de R$ 2 bilhões a esses lojistas para mantê-los vivos”, afirmou.

Questionado sobre a aglomeração que ocorreu na reabertura de um shopping em Blumenau, em Santa Catarina, no dia 22 de abril, Humai disse que naquele dia havia outros “43 shoppings em operação e teve um caso em que se excedeu as recomendações que foram combinadas entre todo o setor”. 

Segundo ele, isso não aconteceu por interesse do shopping, “mas por uma série de fatores, como ansiedade da população e dos lojistas. Esse momento durou alguns minutos e foi prontamente corrigido pela equipe do shopping”, disse.

Com relação aos cuidados tomados para a reabertura dos estabelecimentos durante o isolamento social, ele disse que foram feitos estudos baseados nas experiências internacionais, de outros setores do Brasil e com diálogos com especialistas da área de saúde.

“Nós construímos esse protocolo e distribuímos para todos os shoppings do Brasil com duas fases distintas. A primeira é de reabertura, que dura de duas a quatro semanas, sendo que esse período pode mudar. A segunda com uma abertura maior das operações”.

 

 

Mais Recentes da CNN