Pesquisa Focus passa a incluir projeções para componentes de inflação, diz BC

A mudança ocorreu a partir de 14 de setembro e terá reflexo na divulgação semanal do boletim, feita às segundas-feiras

Sede do Banco Central em Brasília
Sede do Banco Central em Brasília 25/08/2021REUTERS/Amanda Perobelli

Marcela Ayresda Reuters

da Reuters

Ouvir notícia

O Banco Central divulgou nesta quinta-feira (16) que sua tradicional pesquisa Focus, para coleta de expectativas junto a agentes de mercado, passou a incluir componentes da inflação, incluindo IPCA administrados, IPCA livres, IPCA serviços, IPCA bens industrializados e IPCA alimentação no domicílio.

A mudança ocorreu a partir de 14 de setembro e terá reflexo na divulgação semanal do boletim, feita às segundas-feiras.

Com a atualização, o Focus também passará a divulgar a taxa de desocupação e os componentes do Produto Interno Bruto (PIB) pela ótica da demanda: PIB Despesa de consumo das famílias, PIB Despesa de consumo da administração pública, PIB Formação bruta de capital fixo, PIB Exportação de bens e serviços e PIB Importação de bens.

Segundo o BC, a coleta de informações para os componentes do IPCA ocorre para projeções mensais e anuais.

A taxa de desocupação terá coleta para projeções mensais e anuais, ao passo que, para os novos segmentos do PIB, as projeções coletadas contemplarão apenas a variação anual.

O BC também informou que deixaram de ser pesquisadas as estimativas para a variação da Produção industrial e para as variações trimestrais dos PIBs setoriais (Agropecuária, Indústria e Serviços), permanecendo a coleta das variações anuais desses componentes do PIB.

Desde janeiro o BC bem promovendo mudanças no Focus e, nesta quinta-feira, justificou que as últimas alterações integram nova etapa desse processo de aprimoramento.

 

Mais Recentes da CNN