Petrobras: tribunal arbitral dos EUA emite sentença de US$ 70 mi à subsidiárias

O valor referente à condenação da PNBV encontrava-se provisionado pela subsidiária, estando refletido nas demonstrações financeiras da estatal

Refinaria da Petrobras em Paulínia (SP)
Refinaria da Petrobras em Paulínia (SP) Foto: Paulo Whitaker/Reuters

Beth Moreira,

do Estadão Conteúdo

Ouvir notícia

A Petrobras informa que um tribunal arbitral com sede em Nova York emitiu sentença em arbitragem iniciada pela IESA Óleo e Gás S.A. determinando o pagamento de cerca de US$ 37 milhões, mais juros, pela subsidiária integral Petrobras Netherlands B.V. (PNBV) e o pagamento de cerca de US$ 33 milhões, mais juros, pela subsidiária Tupi B.V. (67,589% de participação da PNBV).

Em comunicado enviado à Comissão de Valores Mobiliários (CVM), a estatal diz que a arbitragem, que corre sob confidencialidade, tinha como objeto um contrato de Engineering Procurement and Construction (EPC) para a construção de módulos para plataformas (FPSOs).

Leia também:
Confiança empresarial cai 0,4 ponto em dezembro ante novembro para 95,2 pontos
Investimento para os filhos: quais as melhores alternativas para o longo prazo?
Focus: mercado reduz estimativas para inflação e crescimento econômico em 2021

“O valor referente à condenação da PNBV encontrava-se provisionado pela subsidiária, estando refletido nas demonstrações financeiras da Petrobras referentes ao 3º trimestre de 2020. Já o valor referente à participação na Tupi B.V. será provisionado e reconhecido no resultado consolidado da Petrobras do quarto trimestre de 2020”, informa a companhia.

Mais Recentes da CNN