Pfizer compra farmacêutica Biohaven por US$ 11,6 bilhões

Ações da Biohaven disparam cerca de 70% após o anúncio, para US$ 141,31, enquanto a Pfizer subiu ligeiramente, para US$ 48,83

Os conselhos de administração de ambas as empresas aprovaram o acordo
Os conselhos de administração de ambas as empresas aprovaram o acordo 29/10/2015REUTERS/Carlo Allegri

Por Manas Mishra e Michael Erman, da Reuters

Ouvir notícia

A Pfizer disse nesta terça-feira (10) que pagará US$ 11,6 bilhões para comprar a Biohaven Pharmaceutical, fazendo uma grande aposta em sua capacidade de aumentar as vendas de uma nova classe de medicamentos para enxaqueca.

Os conselhos de administração de ambas as empresas aprovaram o acordo. As ações da Biohaven disparam cerca de 70% após o anúncio, para US$ 141,31, enquanto a Pfizer subiu ligeiramente, para US$ 48,83.

A farmacêutica nova-iorquina disse que os remédios para enxaqueca da Biohaven podem chegar a  US$ 6 bilhões em vendas anuais em seu pico.

O principal ativo que a Pfizer ganha com a aquisição é o já aprovado Nurtec ODT da Biohaven, que pertence a uma classe de tratamentos de enxaqueca chamados inibidores do peptídeo relacionado ao gene da calcitonina (CGRP). A empresa também tem seis outros medicamentos para enxaqueca em desenvolvimento.

O Nurtec, que gerou US$ 462,5 milhões de vendas em 2021, concorre com duas pílulas inibidoras de CGRP da AbbVie. Os medicamentos mais vendidas da classe são as drogas injetáveis vendidas pela Eli Lilly e Amgen.

A Biohaven prevê vendas do Nurtec de US$ 825 milhões a US$ 900 milhões em 2022. A Pfizer disse que espera que as pílulas eventualmente ultrapassem as injeções.

A Pfizer projetou que as pílulas inibidoras de CGRP acabarão representando cerca de 40% das prescrições de medicamentos para enxaqueca, acima dos cerca de 5% atualmente.

Sob os termos do acordo, a Pfizer adquirirá todas as ações da Biohaven que ainda não possui por US$ 148,50 por ação em dinheiro, um ganho de 78,6% em relação ao preço de fechamento de segunda-feira (9). A empresa assumiu uma participação de 2,6% na Biohaven em novembro.

A Pfizer planeja desmembrar os medicamentos anti-enxaqueca da Biohaven em uma nova empresa de capital aberto, disse a companhia. Os acionistas da Biohaven receberão metade do valor das ações da nova empresa para cada ação da Biohaven que possuem atualmente.

A aquisição é a maior realizada pela Pfizer desde a compra da fabricante de medicamento contra câncer Medivation, por US$ 14 bilhões, em 2016.

Mais Recentes da CNN