Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Produção industrial da China sobe 5% na comparação anual de março, como previsto

    Variante Ômicron da Covid-19 levou a uma desaceleração generalizada da atividade econômica chinesa mês passado

    Trabalhador de siderúrgica na China
    Trabalhador de siderúrgica na China 24/07/2019REUTERS/Stringer/File Photo

    do Estadão Conteúdo

    Ouvir notícia

    Os efeitos ocasionados pela variante Ômicron da Covid-19 levaram a uma desaceleração generalizada da atividade econômica da China em março.

    No mês, em relação ao ano anterior, a produção industrial subiu 5,0%, segundo o Escritório Nacional de Estatística do país (NBS, na sigla em inglês).

    O resultado divulgado nesta segunda-feira (18), em linha com a projeção de economistas consultados pelo The Wall Street Journal, representou arrefecimento em comparação a alta de 7,5% apurada no primeiro bimestre de 2022.

    As vendas do varejo, por sua vez, recuaram 3,5% em março, na base interanual, após alta de 6,7% apurada em janeiro-fevereiro. O mercado projetava queda de 2,0% para o setor.

    No primeiro trimestre, o investimento chinês em ativos avançou 9,3%, desacelerando frente ao crescimento de 12,2% visto nos primeiros meses do ano, mas acima do ritmo de 8,5% previsto pelos analistas.

    A taxa de desemprego na China subiu para 5,8% em março, o maior patamar em quase dois anos.

    Mais Recentes da CNN