Soldados do Reino Unido ajudam a entregar combustíveis em meio à crise no setor

Britânicos enfrentam falta de motoristas de caminhão, o que agrava crise que deixa 22% dos postos do país sem gasolina e diesel

Flávia Duarteda CNN

Em Londres

Ouvir notícia

Soldados do exército britânico começam a ajudar no transporte e distribuição de combustível no Reino Unido, que enfrenta uma crise no setor. Os militares precisaram entrar em cena após o país registrar uma falta de motoristas de caminhão.

Segundo a associação dos varejistas do produto, atualmente cerca de 22% dos postos do Reino Unido ainda estão sem gasolina e sem diesel, mas o cenário já esteve pior — a falta de combustíveis chegou a atingir 90% dos postos em algumas regiões.

Militares britânicos entregam combustível em postos do Reino Unido. Londres, 4 de outubro de 2021
Militares britânicos entregam combustível em postos do Reino Unido. Londres, 4 de outubro de 2021 / Hasan Esen/Anadolu Agency via Getty Images

A estimativa do governo é que leve entre uma semana e 10 dias para que estoques de combustíveis voltem aos níveis normais nos postos.

Além da falta de motoristas, o governo diz que o problema foi agravado pela chamada “compra por pânico”, ou seja, com medo da falta combustível, as pessoas compraram mais do que o normal, agravando a crise.

Mais Recentes da CNN