Surpresa com tom do BCE e tensões por guerra pressionam ações europeias

Índice pan-europeu STOXX 600 fechou em queda de 1,69%, a 427,12 pontos

Flavio Lo Scalzo/Reuters

Sruthi ShankarSusan MathewBansari Mayur Kamdarda Reuters

Ouvir notícia

As ações da zona do euro caíram nesta quinta-feira (10), depois que o Banco Central Europeu (BCE) surpreendeu os mercados ao acelerar a saída de seu programa de estímulo relacionado à pandemia.

O índice pan-europeu STOXX 600 fechou em queda de 1,69%, a 427,12 pontos, após chegar a perder até 3% durante o pregão. Um índice de ações da zona do euro caiu 2,5%.

Mas os rendimentos dos títulos da zona do euro dispararam e os papéis bancários reduziram algumas perdas da sessão, após o BCE divulgar que planeja encerrar suas compras de ativos no terceiro trimestre, antes do esperado, e priorizar o combate ao salto da inflação sobre o potencial impacto econômico da invasão da Ucrânia pela Rússia.

As ações de automóveis lideraram as perdas na Europa e a BMW recuou 5,5%, apesar de mais do que dobrar os lucros em 2021 ante os níveis pré-pandemia.

  • Em Londres, o índice Financial Times recuou 1,27%, a 7.099,09 pontos;
  • Em Frankfurt, o índice DAX caiu 2,93%, a 13.442,10 pontos;
  • Em Paris, o índice CAC-40 perdeu 2,83%, a 6.207,20 pontos;
  • Em Milão, o índice Ftse/Mib teve desvalorização de 4,20%, a 22.886,69 pontos;
  • Em Madri, o índice Ibex-35 registrou baixa de 1,15%, a 8.069,30 pontos;
  • Em Lisboa, o índice PSI20 desvalorizou-se 1,29%, a 5.524,75 pontos.

Mais Recentes da CNN