Tênis clássico da Adidas é relançado — agora feito de cogumelo

Modelo clássico ganha como matéria-prima raízes de cogumelos colhidas de hortas verticais

Raphael Coraccini, colaboração para o CNN Brasil Business

Ouvir notícia
Novo tênis da linha Stan Smith Mylo, da Adidas, e feito de cogumelo
Foto: Adidas / Divulgação

 

A nova aposta da Adidas é recriar modelos clássicos a partir de materiais sustentáveis em sua linha Feitos de Natureza. O lançamento mais recente é o Stan Smith Mylo, tênis feito à base de cogumelo. O modelo, já bastante conhecido pelos consumidores e um dos mais vendidos da marca, é o primeiro a usar o material.

O produto que serve de matéria-prima para o calçado é o micélio, tipo de raíz dos cogumelos que, segundo a marca, são cultivados de maneira sustentável e eficiente. A técnica de agricultura é vertical, permitindo que o micélio cresça em um sistema que economiza espaço e aumenta o rendimento por metro quadrado.

 

O novo conceito foi possível por meio de uma parceria entre a Adidas e a empresa de biotecnologia Bolt Threads. As empresas, além de economizarem espaço para o desenvolvimento da matéria prima, também conseguiram diminuir o tempo para crescimento do micélio, com as raízes ficando prontas para uso em apenas duas semanas.

O head global de Futuro da Adidas, Amy Jones Vaterlaus, afirma que a proposta de cultivar materiais naturais como o micélio é reduzir a dependência de materiais que não são biodegradáveis. “A introdução do micélio como novo material é um passo importante no rumo ao nosso objetivo de acabar com resíduos plásticos”.

O novo material não compromete o conforto nem a qualidade, é o que assegura Jamie Bainbridge, vice-presidente de Produtos da Bolt Threads. “O micélio mantém a força e o desempenho”, afirma o executivo ao falar sobre a parceria da sua empresa com a equipe de desenvolvimento da Adidas. 

As empresas garantem que o micélio pode assumir qualquer cor e é maleável. Antes do uso do micélio, a Adidas já estava produzindo os Stan Smith com 50% de materiais recicláveis. “Como marca, continuaremos a explorar a possibilidade de inovação em materiais”, afirma Vaterlaus.

 

Mais Recentes da CNN