Vale confirma venda de ativos do Sistema Centro-Oeste por cerca de US$ 1,2 bilhão

No fechamento da operação, mineradora receberá cerca de US$ 150 milhões, além de transferir obrigações relacionadas aos contratos logísticos e dívidas restantes

Logo da Vale em mina em São Gonçalo do Rio Abaixo (MG)
Logo da Vale em mina em São Gonçalo do Rio Abaixo (MG) 04/02/2019REUTERS/Washington Alves

Luísa Laval, do Estadão Conteúdo

Ouvir notícia

A Vale confirmou nesta quarta-feira (6) que assinou contrato vinculante de venda dos ativos de minério de ferro, minério de manganês e logística no Sistema Centro-Oeste para a J&F Investimentos, dona da JBS e da Eldorado Brasil.

A transação tem valor de empresa de cerca de US$ 1,2 bilhão.

Segundo a mineradora, o conjunto de ativos que contribuiu com US$ 110 milhões de Ebitda ajustado para a Vale em 2021.

No fechamento da operação, a Vale receberá cerca de US$ 150 milhões, além de transferir ao comprador as obrigações relacionadas aos contratos logísticos de take-or-pay, e as dívidas restantes existentes no conjunto de ativos.

Além disso, o comprador também assumirá as operações com todos os funcionários do conjunto de ativos. A conclusão da transação depende da aprovação do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade), da Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq), do Conselho de Defesa Nacional (CDN) e de outras autoridades regulatórias.

“A venda do Sistema Centro-Oeste, que produziu, em 2021, 2,7 milhões de toneladas (mt) de minério de ferro e 0,2 Mt de minério de manganês, está em linha com a estratégia da Vale de simplificação de portfólio e foco nos principais negócios e oportunidades de crescimento, pautados pela alocação de capital disciplinada”, afirma a Vale em fato relevante.

Mais Recentes da CNN