Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Amazon anuncia que quer contratar 250 mil trabalhadores nos EUA para compras de fim de ano

    Expansão na contratação ocorre após a empresa ter adicionado 50 novos centros de distribuição, estações de envio e entrega no mesmo dia no país

    Outras varejistas dos EUA estão contratando menos pessoas em lojas e depósitos este ano
    Outras varejistas dos EUA estão contratando menos pessoas em lojas e depósitos este ano 15/11/2022 REUTERS/Pascal Rossignol/Arquivo

    Por Arriana McLymore, da Reuters

    A Amazon anunciou que planeja contratar 250 mil trabalhadores nos Estados Unidos para a temporada de compras de fim de ano, 67% acima do número de pessoas contratadas nos últimos dois anos, em meio a esforços para expandir a clientes a modalidade de entrega no dia seguinte.

    A expansão na contratação ocorre após a empresa ter adicionado 50 novos centros de distribuição (fulfillment), estações de envio e entrega no mesmo dia nos EUA, e enquanto ela se prepara para seu evento Prime, agendado para 10 e 11 de outubro.

    Outras varejistas dos EUA estão contratando menos pessoas em lojas e depósitos este ano, de acordo com a Challenger, Gray & Christmas.

    A Macy’s disse que contratará mais de 38 mil trabalhadores em tempo integral e parcial para a próxima temporada de festas, um declínio ante o ano anterior.

    O gigante do varejo Walmart ainda não anunciou seus planos de contratação para a temporada de festas, mas contratou no ano passado 40 mil trabalhadores temporários.

    A Target anunciou nesta terça-feira que contratará 100 mil funcionários para a temporada de compras de fim de ano, mesmo número do ano anterior. A Target também planeja começar a oferecer descontos em outubro.

    Os planos de contratação das varejistas ocorrem em meio a previsões de que o crescimento das vendas durante o período de festas nos EUA pode ser apenas metade do que foi no ano passado, devido aos preços mais altos e às preocupações com uma recessão.

    A Amazon disse que investirá US$ 1,3 bilhão em aumentos salariais para trabalhadores de atendimento e transporte este ano.

    A varejista online com sede em Seattle demitiu no início deste ano 27 mil funcionários, cerca de 9% de sua força de trabalho, em seus departamentos de publicidade, computação em nuvem e recursos humanos, após uma série de demissões em massa no setor de tecnologia.

    Veja também: Inflação dos EUA cresce 0,60% em agosto