Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    BB e Caixa anunciam redução de juros após corte na Selic; confira o que muda

    Taxas menores valem para linhas de crédito para pessoas físicas e jurídicas nos bancos públicos

    Medidas passam a valer entre quinta (21) e sexta-feira (22)
    Medidas passam a valer entre quinta (21) e sexta-feira (22) Freepik

    João Nakamurada CNN*

    São Paulo

    O Banco do Brasil (BB) e a Caixa Econômica Federal anunciaram na quarta-feira (20) a redução das taxas de juros de diversas linhas de crédito ofertadas pelos bancos.

    Entre as principais linhas beneficiadas está a de crédito consignado, com destaque para o do INSS no BB. Além disso, a Caixa estendeu o prazo de pagamento da linha de capital de giro para micro e pequenas empresas em até 60 meses.

    A maioria das reduções passa a valer em ambos os bancos a partir desta quinta-feira (21). Para as pessoas jurídicas no BB, os novos valores entram em vigor a partir de sexta-feira (22).

    As medidas vêm após a decisão do Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central (BC) em reduzir a taxa básica de juros para 12,75% ao ano. O corte na Selic atendeu as expectativas de que o Copom manteria a proporção de redução em 0,5 p.p.

    Confira principais mudanças

    Banco do Brasil

    No BB, a variação pode chegar a 0,04% (4 bps) ao mês dependendo da linha de crédito.

    Para pessoas físicas, os principais destaques ficam com as linhas de:

    • Crédito consignado para o setor público e INSS
    • Financiamento de veículos;
    • Automático;
    • Salário;
    • Benefício;
    • Renovação;
    • 13º Salário;
    • Cartão de crédito.

    O consignado para setor público passa a contar com taxas de juros a partir de 1,19% ao mês. Enquanto o crédito estruturado foi a 1,21%.

    O consignado do INSS varia entre 1,71% e 1,85% ao mês, caindo 4 bps.

    As micro e pequenas empresas (MPE) terão redução nas taxas das linhas de:

    • Desconto de títulos;
    • Capital de giro;
    • Conta garantida;
    • E outros produtos.

    A proporção da redução vai variar em função do relacionamento do Banco com o cliente.

    Caixa Econômica Federal

    Na Caixa, a taxa média de juros do consignado passa a ser de 1,55%, caindo 0,06%.

    Para as MPEs, a CEF oferece capital de giro a partir de 0,99% ao mês, corte de 0,22 p.p. na comparação com a taxa anterior. Além disso, passam a contar com prazo estendido no pagamento dessa linha, cujos recursos podem ser utilizados para:

    • Compra de estoque;
    • Adequação do fluxo de caixa;
    • Pagamento do 13º dos funcionários;
    • E outras necessidades, sem destinação específica.

    Já para as médias e grandes empresas, as reduções foram realizadas nas linhas de capital de giro Crédito Especial Empresa, que passa a operar com uma taxa média de CDI + 0,25% ao mês, redução de 10% na comparação com a taxa anterior de CDI + 0,28%.

    *Sob supervisão de Ana Carolina Nunes

    Veja também: Comunicado do BC fecha as portas para cortes mais fortes