Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Black Friday: Golpe do “site falso” é o mais comum; saiba como identificar

    À CNN Rádio, o líder de tecnologia da Caf José Oliveira deu dicas para fazer compras seguras online

    Pexels/Negative Space

    Amanda Garciada CNN

    A próxima sexta-feira (24) é a Black Friday, data em que diversas promoções tomam conta de lojas físicas e virtuais.

    Junto com os descontos, porém, aparecem os golpes.

    À CNN Rádio, o líder de tecnologia da Caf, empresa de segurança digital, José Oliveira destacou que os mais comuns acontecem nas compras online.

    O principal deles, segundo o especialista, é o dos “sites falsos.”

    De acordo com José Oliveira, o consumidor precisa “redobrar a atenção sobre qual site está usando, já que os falsos são muito fiéis [aos originais].”

    Por esse motivo, é essencial “evitar links com acesso a promoções via mensagens por SMS e WhatsApp, que geralmente redirecionam para sites falsos.”

    “Os sites falsos estão sofisticados, mas há formas de se precaver”, disse.

    Entre as dicas, estão checar o “cadeado verde” que aparece na URL, no endereço eletrônico, que indica conexão segura.

    Veja mais: Seca no Amazonas ameaça descontos da Black Friday

    “Checar reclamações em órgãos como o Procon e o Reclame Aqui também é algo importante”, acrescentou.

    Além disso, as pessoas precisam “desconfiar de promoções exorbitantes, que são iscas.”

    Ele destaca que usar o cartão de crédito, em especial o cartão virtual, em que é gerado um número diferente do físico, minimiza golpes.

    Se por acaso o consumidor cair em um golpe, José Oliveira aconselha “comunicar o banco se usou cartão de crédito para bloqueá-lo, entrar em contato com o site tentar comunicação direta e procurar instituições como o Procon”.

    *Com produção de Isabel Campos