Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Concessões de empréstimos no Brasil recuam 0,7% em outubro, diz Banco Central

    Estoque total de crédito foi de R$ 5,59 trilhões

    No mês, a inadimplência no segmento de recursos livres, ficou em 4,9%, contra 4,8% no mês anterior
    No mês, a inadimplência no segmento de recursos livres, ficou em 4,9%, contra 4,8% no mês anterior 22/03/2022REUTERS/Adriano Machado

    Reuters

    As concessões de empréstimos no Brasil recuaram 0,7% em outubro na comparação com o mês anterior, informou o Banco Central nesta terça-feira (5), com o estoque total de crédito aumentando 0,1% no período, a R$ 5,594 trilhões.

    Em outubro a redução mensal de 0,8% na carteira de pessoas jurídicas foi compensada pelo aumento de 0,8% na carteira de crédito para pessoas físicas.

    No mês, as concessões de financiamentos com recursos livres, nos quais as condições dos empréstimos são livremente negociadas entre bancos e tomadores, tiveram queda de 0,8% em relação ao mês anterior.

    Para as operações com recursos direcionados, que atendem a parâmetros estabelecidos pelo governo, houve recuo de 0,4% no período.

    No mês, a inadimplência no segmento de recursos livres, ficou em 4,9%, contra 4,8% no mês anterior.

    Já as taxas bancárias médias tiveram queda em outubro. Os juros cobrados pelas instituições financeiras no crédito livre ficaram em 42,2%, um recuo de 1,1 ponto percentual em relação ao mês anterior.

    Nos recursos direcionados, houve baixa de 0,1 ponto no mês, a 11,0%.

    O spread bancário, diferença entre o custo de captação dos bancos e a taxa final cobrada do cliente, caiu para 30,7 pontos percentuais nos recursos livres, contra 32,0 pontos no mês anterior.

    Veja também: Veja como economizar nas compras de fim de ano