Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Credor de criptomoedas falido pode ter fraudado investidores em bilhões de dólares

    Procurador-geral de Nova York entrou com uma ação civil contra cofundador da falida Celsius Networks

    Kara Scannellda CNN

    Nova York

    O procurador-geral de Nova York entrou com uma ação civil na quinta-feira contra o cofundador da agora falida credora de criptomoedas Celsius Networks por supostamente fraudar centenas de milhares de investidores que depositaram bilhões de dólares na plataforma.

    O processo contra Alex Mashinsky alega que ele fez declarações falsas e enganosas para encorajar os investidores a colocar bilhões de dólares em ativos digitais na Celsius, que entrou com pedido de proteção judicial no ano passado. Mashinsky renunciou logo depois.

    O processo é a mais recente ação contra uma figura de destaque no setor de criptomoedas, que enfrentou um acerto de contas no ano passado em meio à volatilidade do mercado. Ele ocorre quando os reguladores alertam bancos e investidores sobre sua exposição ao setor não regulamentado.

    A procuradora-geral de Nova York, Letitia James, está buscando indenização, restituição e devolução. Além disso, ela está tentando proibir Mashinsky de fazer negócios em Nova York ou de atuar como executivo ou diretor de uma empresa.

    “A lei deixa claro que fazer promessas falsas e infundadas e enganar os investidores é ilegal”, disse James em um comunicado na quinta-feira.

    James alega que Mashinsky elogiou o Celsius como mais seguro do que um banco e disse que geraria altos retornos ao fazer empréstimos garantidos de baixo risco para instituições estabelecidas e trocas de criptomoedas, entre outros.

    À medida que a Celsius cresceu, teve problemas para gerar receita suficiente para pagar os altos retornos e “mudou-se para investimentos significativamente mais arriscados, concedendo centenas de milhões de dólares em empréstimos sem garantia e investindo centenas de milhões de dólares em plataformas financeiras descentralizadas não regulamentadas”, alega o processo. Ao se deparar com perdas, Mashinsky as escondeu e continuou a promover a segurança da plataforma para recrutar novos investidores.

    O escritório de James aponta que, entre os investimentos arriscados que Mashinsky fez, incluiu US$ 1 bilhão em empréstimos para a Alameda Research, o fundo de hedge apoiado pelo fundador da FTX, Sam Bankman-Fried. Ao estender muitos dos empréstimos, Celsius aceitou o token da FTX, FTT, como garantia. O valor do FTT caiu, deixando sem valor as garantias de quaisquer empréstimos ainda pendentes. Não está claro quanto da dívida de US$ 1 bilhão ainda estava pendente na época.

    Celsius está enfrentando inúmeros processos e investigações decorrentes de seu colapso em julho passado.

    Este conteúdo foi criado originalmente em inglês.

    versão original