Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Dataprev promete reduzir pela metade tempo de análise de pagamentos do INSS

    Empresa de processamento de dados do governo afirma que modernização digital deve ajudar a reduzir filas de espera por benefícios

    Agilidade no pagamento pode contribuir também com redução de filas do INSS
    Agilidade no pagamento pode contribuir também com redução de filas do INSS Dataprev

    Cristiane Nobertoda CNN

    Brasília

    Uma mudança no sistema do Dataprev, Empresa de Tecnologia e Informações da Previdência, promete acelerar o processamento da folha de pagamento dos beneficiários do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS).

    Segundo o INSS, a nova tecnologia, que começou a ser implementada neste mês, vai reduzir o tempo de pagamentos de benefícios pela metade.

    O anúncio foi feito nesta quarta-feira (19) durante coletiva de imprensa em Brasília.

    De acordo com o presidente do Dataprev, Rodrigo Assumpção, trata-se da migração da “plataforma alta” para um sistema mais moderno, com mais recursos tecnológicos, que proporcionam maior segurança e otimização dos processos.

    Assumpção destaca que essa transformação reduz de 96h para 48h o tempo de processamento das folhas. Segundo a pasta, são mais de 38 milhões de beneficiários atualmente na folha de pagamento do INSS.

    “Parece pouco, mas era um momento de foco intenso aqui na casa. São 48 anos pagando pontualmente. É considerada a tarefa mais importante da casa”, afirmou.

    Segundo ele, a modernização libera tempo e energia, tanto da Dataprev quanto do INSS, para análise de dados e estudos.

    O presidente do INSS, Alessandro Stefanutto, também afirmou que a modernização simplifica centenas de milhões de processos, o que contribui para diminuir o tempo de fila da Previdência como um todo.

    “O que está sendo mostrado hoje é mais um elemento para cuidar da fila. Para a gente, a tecnologia é indispensável. Diminuir o tempo de conferência e processamento da folha nos dá outras folgas para utilizar o tempo e energia para melhorar a vida dos brasileiros. A fila é um sintoma. A tecnologia é uma das partes mais importantes para sair da situação em que nós estamos”, afirmou.