Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Engenharia e matemática estão entre as profissões menos impactadas pela IA até 2032, revela estudo

    Pesquisa mostra que atividades que exigem alta capacidade de análise crítica serão menos afetadas pela tecnologia nos próximos dez anos

    Estudo mostra que a IA generativa ainda é muito imprecisa no que diz respeito a cálculos, além de ser incapaz de substituir habilidades humanas de criatividade e liderança
    Estudo mostra que a IA generativa ainda é muito imprecisa no que diz respeito a cálculos, além de ser incapaz de substituir habilidades humanas de criatividade e liderança Freepik

    Amanda Sampaioda CNN

    São Paulo

    Apesar do grande impacto que a Inteligência Artificial (IA) generativa — o tipo que cria conteúdos a partir de dados já existentes — tem sobre os trabalhos administrativos e de gerenciamento, atividades que demandam cálculos matemáticos ou alta capacidade de análise crítica serão as menos afetadas pela tecnologia nos próximos dez anos.

    É isso o que revela a pesquisa “Skills Outlook: Gen AI Proof Jobs (Trabalhos à prova da IA generativa, em tradução livre)”, da empresa de educação Pearson.

    O motivo, segundo o estudo, é que a IA generativa ainda é muito imprecisa no que diz respeito a cálculos, além de ser incapaz de substituir habilidades humanas de criatividade, comunicação e liderança.

    No Brasil, a ponta do ranking de empregos que estão mais “à prova” da tecnologia está a cargo de técnicos e engenheiros, seguido de altos executivos, agentes de saúde pública e advogados.

    Atualmente, menos de 5% do tempo gasto por esses profissionais em certas tarefas poderiam ser automatizadas ou melhoradas pela tecnologia.

    As 5 profissões menos impactados pela IA no Brasil:

    1. Chefes Executivos — 3%
    2. Engenheiros Civis — 3%
    3. Técnicos de Engenharia Elétrica — 4%
    4. Oficiais de Políticas de Saúde Pública — 5%
    5. Advogados — 5%

    Por outro lado, no contexto global, trabalhos administrativos ou de gerenciamento estão sob maior ameaça da IA do que os manuais e operacionais, à medida que a tecnologia ganha força na economia mundial, revela o estudo.

    Nesse contexto, atividades que envolvem tarefas técnicas e repetitivas — como agendar compromissos e atender e direcionar chamadas, por exemplo — já podem ser substituídas pela IA generativa.

    Além disso, cerca de 30% ou mais das tarefas de gerenciamento poderiam ser feitas com o uso da tecnologia.

    As 5 profissões mais ameaçadas pela IA no Brasil

    1. Caixas — 33%
    2. Escrituração, Contabilidade e Auditoria — 32%
    3. Operadores de telemarketing — 31%
    4. Funcionários de faturamento, custos e taxas — 29%
    5. Cobradores e profissionais de sistemas de cobrança — 29%

    A IA generativa perde espaço para profissionais que têm habilidades humanas bem desenvolvidas. Entre as principais, estão: criatividade, comunicação e liderança, revela a pesquisa.

    Sobre o estudo

    Na pesquisa, a Pearson utilizou ferramentas baseadas em IA generativa para analisar tarefas específicas relacionadas a mais de cinco mil empregos.

    Para isso, foi calculado o tempo gasto em cada uma dessas atividades em cinco países — Austrália, Brasil, Índia, EUA e Reino Unido — e quanto desse tempo seria afetado pela IA.

    O resultado obtido corresponde à porcentagem de tempo poupado usando IA generativa até 2032.

    Veja também: Inteligência Artificial faz Google deixar de ser só um buscador pela 1ª vez