Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Governo concordou com dividendo de 25% a ser pago em 2023, diz BNDES

    Com isso, o BNDES deve pagar cerca de 10 bilhões de reais ao governo em 2023, em vez dos 24 bilhões de reais previstos anteriormente

    Entrada do edifício-sede do BNDES no Rio de Janeiro
    Entrada do edifício-sede do BNDES no Rio de Janeiro 08/01/2019REUTERS/Sergio Moraes

    André Romanida Reuters

    São Paulo

    O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) acordou com o Ministério da Fazenda o repasse neste ano de 25% do lucro obtido no ano passado, disse o diretor de planejamento do banco, Nelson Barbosa, nesta terça-feira.

    Com isso, o BNDES deve pagar cerca de 10 bilhões de reais ao governo em 2023, em vez dos 24 bilhões de reais previstos anteriormente, disse Barbosa a jornalistas em São Paulo, acrescentando que o banco discute com o ministério a vinculação do percentual de 25% para além deste ano.

    Barbosa ainda afirmou, em apresentação do resultado do primeiro trimestre do banco de fomento, que o BNDES negocia com a Fazenda o alongamento de pré-pagamento ao Tesouro Nacional de 23 bilhões de reais no final do ano referentes a empréstimos feitos no passado para capitalizar a instituição.

    Segundo os diretores do BNDES, a crise da Americanas, varejista que entrou em recuperação judicial no início deste ano após rombo contábil, elevou a demanda por crédito, o que seria um fator a favor da renegociação.

    Barbosa afirmou, porém, que o assunto depende de análise do Tribunal de Contas da União.