Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Governo paga R$ 5,4 bilhões em emendas e Lula pede esforço para aprovar pautas que aumentem a arrecadação

    Faltando dois meses para o término do ano, gestão empenhou até agora 75% do total previsto para as emendas parlamentares de 2023

    Peça orçamentária prevê, para este ano, um total de emendas parlamentares de R$ 36,5 bilhões
    Peça orçamentária prevê, para este ano, um total de emendas parlamentares de R$ 36,5 bilhões Marcello Casal Jr/Agência Brasil

    Gustavo UribeElis Barretoda CNN

    Brasília

    Em esforço para aumentar a arrecadação federal, o governo federal pagou R$ 5,4 bilhões em emendas parlamentares nos últimos dois meses. Segundo balanço feito pela CNN, com base em dados públicos, o montante relativo a emendas deste ano chegou a R$ 15,5 bilhões.

    Além dos R$ 15,5 bilhões, o governo federal pagou R$ 10 bilhões em emendas de governos anteriores, o que chega a um valor final de R$ 25,5 bilhões.

    O mês de setembro foi, inclusive, o que a gestão petista mais empenhou recursos desde o início do ano, um total de R$ 2,89 bilhões.

    A peça orçamentária prevê, para este ano, um total de emendas parlamentares de R$ 36,5 bilhões. Até o momento, foram empenhados R$ 27 bilhões, o que representa 75% do total.

    Em reunião nesta terça-feira (31), o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) pediu esforço concentrado da base aliada em pautas com potencial de aumentar a arrecadação federal.

    Na lista, estão o imposto sobre rendimentos no exterior, a alteração das regras de tributação sobre incentivos fiscais e regulamentação das apostas esportivas.

    Veja também – Haddad: apresentamos medidas para alcançar objetivos