Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Haddad defende moeda virtual comum para facilitar transações comerciais com Argentina

    Explicação foi dada durante chegada da comitiva presidencial a Buenos Aires, no hotel onde presidente Lula e ministros estão hospedados para participar da Cúpula da CELAC

    Tainá Falcãoda CNN

    O ministro da Fazenda, Fernando Haddad (PT) comentou a possibilidade de um mecanismo para viabilizar transações comerciais com a Argentina para delimitar a dependência do dólar.

    A explicação foi dada durante a chegada da comitiva presidencial a Buenos Aires, no hotel onde o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e os ministros estão hospedados para participar da Cúpula da CELAC, Comunidade dos Estados Latino-americanos e do Caribe.

    Em conversa com jornalistas, Haddad explicou que a ideia é criar um mecanismo para reduzir as dificuldades comerciais entre Brasil e Argentina e confirmou que conversou com o ministro da Economia do país, Sérgio Massa sobre o assunto.

    Massa concedeu uma entrevista ao Financial Times comentando o assunto, mas comparou ao euro, o que gerou ruído com interlocutores do governo brasileiro.

    “Isso que a gente tá quebrando a cabeça pra encontrar uma solução. Alguma coisa em comum, alguma coisa que permita a gente incrementar o comércio porque a Argentina é um dos países que compram manufaturados do Brasil e a nossa exportação para cá está caindo”, declarou.