Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Americanos gastam recorde de US$ 212 bilhões em compras on-line nestas férias

    Descontos recordes ajudaram a compensar alta inflação no país

    Compra online: varejistas foram forçados a oferecer grandes descontos para atrair compradores
    Compra online: varejistas foram forçados a oferecer grandes descontos para atrair compradores rupixen.com/Unsplash

    Matt Eganda CNN Nova York

    As compras on-line aumentaram de forma constante nesta temporada de férias, pois os descontos recordes ajudaram a compensar a dor da alta inflação, de acordo com um relatório divulgado na quinta-feira.

    Os consumidores gastaram um recorde de US$ 211,7 bilhões em compras online entre 1º de novembro e 31 de dezembro, segundo o Adobe Analytics. Isso representa um aumento de 3,5% em relação ao mesmo período de 2021.

    Os números não são corrigidos pela inflação. No entanto, a Adobe disse que o aumento foi impulsionado pela demanda crescente, não apenas pelos preços mais altos. Isso ocorre porque a pesquisa descobriu que os preços on-line vêm caindo ano a ano desde setembro.

    Ainda assim, os varejistas foram forçados a oferecer grandes descontos para atrair compradores nesta temporada de festas e reduzir os estoques inchados de roupas, eletrônicos e outros itens.

    A Adobe disse que nas principais categorias de comércio eletrônico, os descontos atingiram recordes nesta temporada de festas.

    Por exemplo, os varejistas reduziram os preços dos brinquedos em 34% em relação aos preços listados, em comparação com 19% na temporada de festas de 2021, de acordo com a Adobe.

    Os descontos em eletrônicos atingiram 25%, em comparação com descontos de 8% na temporada de férias anterior. Os compradores também encontraram descontos significativos em computadores (20%), vestuário (19%), televisores (17%) e eletrodomésticos (16%).

    “Em uma época em que os consumidores lidavam com preços elevados em áreas como alimentação, gás e aluguel, os descontos de férias eram fortes o suficiente para sustentar gastos discricionários durante toda a temporada”, disse Vivek Pandya, analista principal da Adobe Digital Insights, no relatório.

    A Adobe disse que a demanda por brinquedos, videogames e roupas disparou, com os consumidores comprando relógios, brinquedos para bebês e churrasqueiras ao ar livre. Os mais vendidos incluem Legos, Hot Wheels, Paw Patrols e LOL Surprise.

    Somente durante a Cyber ​​Week (os cinco dias entre o Dia de Ação de Graças e a Cyber ​​Monday), os consumidores gastaram US$ 35,3 bilhões em compras online, um aumento de 4% em relação ao mesmo período de 2021, segundo o relatório.

    As vendas no varejo foram sólidas em toda a economia nesta temporada de festas. As vendas nas lojas e no varejo online aumentaram 7,6% entre 1º de novembro e 24 de dezembro, conforme os dados da Mastercard SpendingPulse divulgados no final do mês passado. Esses números não são ajustados pela inflação.