Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Lucro líquido do BNDES cresce 58,8% no 1º tri e vai a R$ 2,7 bilhões

    Patrimônio líquido avançou 17,39% na mesma comparação, atingindo R$ 155 bilhões

    Logo do BNDES na sede do banco no Rio de Janeiro
    Logo do BNDES na sede do banco no Rio de Janeiro 08/01/2019REUTERS/Sergio Moraes

    Da CNN

    O lucro líquido recorrente do Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) cresceu 58,82% no primeiro trimestre de 2024, em comparação com o mesmo período do ano passado.

    Já o patrimônio líquido avançou 17,39% na mesma comparação, atingindo R$ 155 bilhões. O resultado trimestral do banco foi divulgado em entrevista coletiva nesta quinta-feira (9).

    A carteira de crédito expandida, que abrange financiamentos, debêntures e outros ativos de crédito, foi a R$ 520,4 bilhões, em uma alta de 8,64%. A inadimplência acima de 90 dias ficou em 0%.

    Em relação ao crédito, houve alta de 68% nas consultas; de 91% nas aprovações (R$ 24,7 bi); e de 22% nos desembolsos (R$ 23,3 bi). Segundo o diretor de financeiro do BNDES, Alexandre Abreu, este é o melhor resultado em crédito nos últimos dez anos.

    O volume de aprovações cresceu em todos os recortes setoriais, chegando a um aumento de 50% na agropecuária (R$ 6,8 bilhões), 189% na indústria (R$ 6,9 bilhões), 65% em comércio e serviços (R$ 4,4 bilhões) e 97% na infraestrutura (R$ 6,6 bilhões). O resultado inclui operações diretas, indiretas (via agentes financeiros).

    Cerca de 96% das operações foram classificadas nos mais baixos níveis de risco, compreendidos entre AA e C, no primeiro trimestre do ano. O percentual fica acima do registrado pelo Sistema Financeiro Nacional, que atingiu 91% em setembro de 2023.

    Publicado por Danilo Moliterno.