Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Por que as ações da CSN dispararam mais de 11% em um dia?

    STJ decidiu acatar um recurso da companhia, reconhecendo direito ao recebimento de indenização

    Entenda porque as ações da CSN dispararam mais de 11% em um dia
    Entenda porque as ações da CSN dispararam mais de 11% em um dia Foto: Fernando Soutello/Reuters

    Carol Raciunascolaboração para a CNN

    As ações da Companhia Siderúrgica Nacional (CSNA3) lideram o pregão desta terça-feira (18), em reação positiva a uma decisão da Justiça em favor da empresa. 

    Por volta das 16h20, os papéis da companhia somavam avanço acima de 9%. Mais cedo, porém, as ações chegaram a disparar mais de 11%.

    A maioria dos ministros da Terceira Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ) decidiu acatar um recurso da Companhia para reconhecer o direito dela a uma indenização no valor de cerca de R$ 5 bilhões a ser paga pela Ternium diante da entrada da empresa na Usiminas.

    O julgamento estava empatado em dois votos a dois, e o ministro Antônio Carlos Ferreira deu o voto decisivo a favor da CSN no colegiado.

    As ações dispararam pela divulgação de fato relevante da CSN. Na publicação, a companhia informa a decisão favorável do STF a ela e diz que ainda não teve acesso à íntegra da resolução.

    O caso, segundo o STJ, tem como origem a compra de ações da Usiminas, em 2011, pelo grupo Ternium, no equivalente a 27,7% do total de ações da Usiminas.

    Após essa compra, a CSN, que detinha 12,9% das ações da companhia, ajuizou ação por entender que a Ternium deveria realizar oferta pública para compra das ações dos minoritários (tag along).

    *Com Reuters