Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Petróleo sobe após redução de estoques nos EUA acima do esperado

    Brent para agosto subiu 0,75% (US$ 0,64)

    Bomba de petróleo na França
    Bomba de petróleo na França . REUTERS/Christian Hartmann

    Gabriel Tassi Lara, do Estadão Conteúdo

    O petróleo subiu nesta quinta-feira (20) apoiado pela redução nos estoques da commodity nos Estados Unidos ao longo da última semana, e conforme a demanda se fortalece na maior economia do mundo, durante a temporada de viagens na região.

    O WTI para agosto fechou com alta de 0,72% (US$ 0,57), a US$ 81,29 o barril, na New York Mercantile Exchange (Nymex), e o Brent para agosto subiu 0,75% (US$ 0,64), a US$ 85,74 o barril, na Intercontinental Exchange (ICE).

    Nesta quinta-feira, o contrato mais líquido do Brent passou a ser o negociado para vencimento em setembro na ICE, e este subiu 0,68% (US$ 0,57), a US$ 84,86 o barril.

    Mais cedo, o Departamento de Energia (DoE, na sigla em inglês) dos EUA informou que os estoques de petróleo do país caíram em 2,5 milhões de barris, mais do que o mercado esperava.

    O dado foi divulgado atipicamente na quinta-feira, visto que na quarta-feira o feriado do Juneteenth manteve os mercados fechados no país. Após a divulgação, os preços se consolidaram no azul.

    Segundo a gestora Navellier, os preços estão apoiados pelo sentimento de que a demanda por petróleo será forte ao longo da temporada de viagens nos EUA, popularmente conhecida como “driving season”.

    Ela pontua que a confiança no aumento sazonal da demanda já elevou os preços em mais de 4% nesta semana. Também mais cedo, novos desdobramentos entre Israel e Hezbollah elevaram as tensões na região e deram apoio aos preços.