Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Alibaba lança serviço no estilo do ChatGPT

    Empresa revelou o Tongyi Qianwen, tecnologia que será incorporada em seus alto-falantes e plataforma de mensagens

    Ações do Alibaba em Hong Kong subiram 1,6% após demonstração
    Ações do Alibaba em Hong Kong subiram 1,6% após demonstração REUTERS/Tingshu Wang

    Michelle Tohda CNN em Hong Kong

    Em meio à febre do ChatGPT, a Alibaba apresentou, nesta terça-feira (11), um novo software que planeja lançar em todas as suas plataformas.

    A gigante chinesa revelou o Tongyi Qianwen, tecnologia que será incorporada em seus alto-falantes inteligentes Tmall Genie e plataforma de mensagens no local de trabalho DingTalk.

    O Tongyi foi treinado em vastos bancos de dados para gerar respostas convincentes aos questionamentos dos usuários.

    Ele será inicialmente integrado a esses dois produtos e eventualmente adicionada a todos os aplicativos da Alibaba, de comércio eletrônico a serviços de mapeamento, segundo a empresa.

    O CEO do grupo, Daniel Zhang, que também supervisiona a divisão de nuvem da Alibaba, apresentou o novo serviço baseado em IA em uma conferência em Pequim, onde a empresa demonstrou como permitirá aos usuários transcrever notas de reuniões, elaborar propostas de negócios e contar histórias infantis.

    A empresa abriu o Tongyi Qianwen — que pode ser traduzido como “buscar a verdade fazendo mil perguntas” — para clientes corporativos para teste antes de disponibilizá-lo para mais usuários.

    “Estamos em um momento de divisor de águas tecnológico, impulsionado pela IA generativa e pela computação em nuvem”, disse Zhang.

    IA generativa refere-se à tecnologia que sustenta plataformas como o ChatGPT. A popularidade do serviço explodiu nos últimos meses, e as empresas de tecnologia chinesas estão correndo para lançar suas próprias versões, levando alguns críticos a prever que a tendência aumentará a rivalidade entre EUA e China em tecnologias emergentes.

    Modelos personalizados

    A Alibaba, que possui um grande negócio de computação em nuvem, também permitirá que os clientes dessa divisão usem a nova tecnologia para construir seus próprios modelos de linguagem personalizados, disse a empresa em um comunicado.

    A estreia vem depois da do Baidu, que lançou seu próprio serviço no estilo ChatGPT no mês passado. Durante uma apresentação semelhante, o Baidu mostrou como seu chatbot, chamado ERNIE, poderia gerar um boletim informativo da empresa, criar um slogan corporativo e resolver um enigma matemático.

    Na segunda-feira (10), a SenseTime, uma das empresas de IA mais proeminentes da China, lançou um conjunto de novos serviços, incluindo um chatbot chamado SenseChat.

    A China estabelecerá regras para reger a operação de tais serviços. Em diretrizes preliminares emitidas na terça-feira para solicitar feedback público, o regulador do ciberespaço do país disse que os serviços de IA generativa seriam obrigados a passar por análises de segurança antes de poderem operar.

    Os provedores de serviços também serão obrigados a verificar as identidades reais dos usuários. Além disso, devem fornecer informações sobre a escala e o tipo de dados que utilizam, seus algoritmos básicos e outras informações técnicas.

    As ações do Alibaba em Hong Kong subiram 1,6% após a demonstração.

    A empresa anunciou no mês passado que planejava dividir seus negócios em seis unidades. A maioria dessas unidades, incluindo seu negócio de serviços em nuvem que supervisiona projetos de IA, será autorizada a levantar capital e abrir ações.

    — Juliana Liu contribuiu para este relatório.

    Este conteúdo foi criado originalmente em inglês.

    versão original