Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Pelo menos 186 bancos podem ter exposição a riscos semelhantes aos do SVB, diz estudo

    Economistas estimaram quanto valor de mercado os balanços de ativos dos bancos norte-americanos individuais perderam durante a rápida campanha de aumento de juros do Federal Reserve (Fed)

    Dow Jones Newswires, do Estadão Conteúdo

    Economistas afirmam ter encontrado 186 bancos que podem estar expostos à riscos similares aos sofridos pelo Silicon Valley Bank (SVB), que quebrou após a redução do valor de seus ativos, frente ao aperto monetário, e saques depósitos não segurados.

    Em estudo divulgado nesta semana na Social Science Research Network, economistas estimaram quanto valor de mercado os balanços de ativos dos bancos norte-americanos individuais perderam durante a rápida campanha de aumento de juros do Federal Reserve (Fed).

    O valor desses ativos, que geralmente incluem notas do Tesouro e empréstimos hipotecários, pode cair quando novos títulos têm taxas mais altas.

    Os economistas também examinaram a proporção de financiamento dos bancos que vem de depositantes não segurados ou contas com mais de US$ 250 mil.

    Eles estimaram que existem 186 bancos nos EUA nos quais, se metade dos depositantes não segurados sacassem rapidamente seus fundos, até mesmo os depositantes segurados poderiam enfrentar prejuízos porque o banco não teria ativos suficientes para tornar todos os depositantes inteiros, potencialmente forçando o Federal Deposit Insurance Corporation (FDIC) a intervir.

    A pesquisa traz uma importante ressalva: ela não leva em consideração o hedge, o que pode ajudar a proteger muitos bancos contra o aumento das taxas de juros.

    “Nossos cálculos sugerem que esses bancos certamente correm um risco potencial de quebrar, na ausência de outra intervenção governamental ou recapitalização”, escreveram os economistas.